Quem apostava que o TikTok era só uma febre adolescente, que, como qualquer outra moda, fosse passar do dia para a noite, acabou dançando. Os vídeos de coreografias e dancinhas foram e continuam sendo o forte traço da rede social controlada pela ByteDance, principalmente porque a música e a edição simplificada do conteúdo são a praia do aplicativo. A questão é que cada vez mais produtores de conteúdo de diferentes frentes têm adaptado seu trabalho para os moldes da rede, transformando o TikTok em uma fábrica de potenciais influenciadores digitais. Confira:

View this post on Instagram

TIKTOK 💃 Quem apostava que o TikTok era só uma febre adolescente, que, como qualquer outra moda, fosse passar do dia para a noite, acabou dançando. A rede social controlada pela ByteDance, uma empresa de tecnologia chinesa, era pouco levada a sério por seus concorrentes, mas está agora no centro dos holofotes — seja pela popularidade que ganhou, seja pela pressão que o presidente americano Donald Trump tem feito pela venda das operações do aplicativo nos Estados Unidos. ⠀ Os vídeos de coreografias e dancinhas foram e continuam sendo o forte traço do TikTok, principalmente porque a música e a edição simplificada do conteúdo são a praia do aplicativo. A questão é que cada vez mais produtores de conteúdo de diferentes frentes têm adaptado seu trabalho para os moldes da rede. . . . ⠀ #6minutos #jornalismo #news #noticia #instagram #insta #video #tiktok #influencer #influenciadordigital

A post shared by 6 Minutos (@6minutos) on

Leia também: Como o TikTok deixou de ser um passatempo adolescente e virou coisa de gente grande

Siga o 6 Minutos nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram, LinkedIn e Youtube

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.