WASHINGTON/PALO ALTO (Reuters) – O Twitter excluiu na sexta-feira novos tuítes postados pelo presidente dos EUA, Donald Trump, na conta oficial do governo @POTUS e suspendeu a conta de sua campanha presidencial, depois de encerrar sua conta pessoal na plataforma permanentemente.

Trump tuitou “Não seremos SILENCIADOS!” da conta do governo @POTUS, com 33,4 milhões de seguidores. O Twitter havia suspendido permanentemente o megafone do presidente, sua conta pessoal @realDonaldTrump, horas antes.

A empresa disse que as contas usadas por Trump para tentar contornar a proibição podem enfrentar suspensão permanente também sob suas políticas.

“O Twitter não é sobre LIBERDADE DE EXPRESSÃO”, escreveu Trump nos tuítes agora excluídos, acrescentando que está considerando construir sua própria plataforma de mídia social em um futuro próximo.

O Twitter fechou sua conta de campanha @TeamTrump logo depois dela enviar um tuíte com uma “declaração do presidente Trump” acusando o Twitter de “banir a liberdade de expressão” e coordenar com “os democratas e a esquerda radical” para silenciá-lo.

(Por David Shepardson e Katie Paul)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).