Por Medha Singh

(Reuters) – As ações da Digital World Acquisition Corp subiam 80%, nesta quinta-feira, depois que a empresa informou que se fundirá com uma companhia pertencente ao ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump para criar um novo aplicativo de mídia social chamado TRUTH Social.

A rede social, formada pelo acordo da Digital World com o Trump Media and Technology Group, informou na quarta-feira que planeja um lançamento beta no próximo mês e implantação completa no primeiro trimestre de 2022.

As ações da Digital World, com sede em Miami, subiram 80% para 17,83 dólares na quinta de manhã. A empresa é uma SPAC, ou companhia “cheque em branco”, jargão do mercado para companhias não operacionais que são listadas em bolsa com propósito específico de adquirir empresas. É um modelo que tem crescido rapidamente em Wall Street.

Em um comunicado à imprensa, Trump disse que o TRUTH Social seria lançado depois que o Twitter o barrou de sua plataforma. O Twitter e o Facebook suspenderam a conta de Trump depois que centenas de seus apoiadores protestaram no Capitólio norte-americano em 6 de janeiro após um discurso incendiário que ele fez alegando falsamente que a eleição de 2020 havia sido roubada dele por meio de fraude eleitoral generalizada.

A Digital World Acquisition, liderada pelo ex-banqueiro de investimentos Patrick Orlando, lançou pelo menos quatro SPACs e planeja lançar mais duas, mas nenhuma deles concluiu as negociações ainda.

O Trump Media & Technology Group disse que receberá 293 milhões de dólares em dinheiro que a Digital World Acquisition tinha em um fundo, se nenhum acionista da empresa de aquisição decidir liquidar suas ações.

(Reportagem de Medha Singh, em Bengaluru)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).