Por Joyce Lee

SEUL (Reuters) – A Samsung disse nesta terça-feira que fundirá suas divisões de dispositivos móveis e eletrônicos de consumo, nomeando novos co-presidentes executivos na maior remodelação desde 2017, para simplificar sua estrutura e se concentrar no negócio de chips.

Dois co-presidentes executivos, em vez de três, conduzirão a empresa sul-coreana em nos pilares de negócios de chips e dispositivos de consumo, incluindo smartphones, para ajudar a liderar a próxima fase de expansão e elevar a competitividade.

O negócio de chips gerou quase três quartos do lucro operacional de 15,8 trilhões de won (13,4 bilhões de dólares) da Samsung no último trimestre.

Han Jong-hee, chefe de negócios de exibição visual, se tornará um co-presidente, liderando a divisão recém-fundida que inclui dispositivos móveis e eletrônicos de consumo, além de continuar a liderar o negócio de TVs.

TOMADA DE DECISÃO

Kyung Kye-hyun, executivo-chefe da afiliada de componentes Samsung Electro-Mechanics e ex-chefe da equipe de tecnologia e chip de memória flash, foi nomeado co-presidente para liderar a divisão de chips e componentes.

Outras promoções de alto nível incluem a nomeação do vice-presidente Chung Hyun-ho, o chefe de uma “força-tarefa” que analistas dizem que coordena a tomada de decisões na Samsung Electronics e afiliadas, e que a mídia disse que trabalha em estreita colaboração com Lee.

A reorganização é o mais recente sinal de mudanças na Samsung após o vice-presidente Jay Y. Lee teve liberdade condicional em agosto, após uma condenação por suborno.

As ações da Samsung subiram 1,6%, superando um aumento de 0,4% no índice de referência.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).