PARIS (Reuters) – Um colecionador europeu comprou uma réplica da pintura da Mona Lisa, do século 17, de Leonardo da Vinci, por 2,9 milhões de euros, um recorde para uma reprodução da obra, em um leilão na Christie’s em Paris nesta sexta-feira.

Conhecida como “Mona Lisa Hekking”, em homenagem a seu proprietário, que argumentou sem sucesso que a cópia que ele havia comprado na década de 1950 era real, é uma das muitas reproduções do quadro original, que está exposto no museu do Louvre em Paris.

“Isto é loucura, é um recorde absoluto para uma reprodução da Mona Lisa”, disse uma porta-voz da empresa Christie’s.

Ela afirmou que havia 14 candidatos no leilão internacional e que, na última hora, as propostas saltaram de 500 mil para 2,4 milhões de euros, antes da proposta final de 2,9 milhões de euros ser feita.

A versão original do Louvre não está à venda. Mas, em 2017, a Christie’s de Nova York vendeu “Salvator Mundi” de da Vinci por 450 milhões de dólares a um comprador não identificado, tornando-a a obra de arte mais cara já vendida em leilão.

(Por Lucien Libert)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).