SÃO PAULO (Reuters) – O relator da CPI da Covid no Senado, Renan Calheiros (MDB-AL), confirmou nesta sexta-feira que o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, o atual titular da pasta, Marcelo Queiroga, e o ex-chanceler Ernesto Araújo passarão de testemunhas a investigados pela comissão.

A inclusão deles na lista de investigados havia sido adiantada à Reuters por duas fontes com conhecimento do assunto. Em entrevista coletiva no Senado, Renan anunciou a investigação de outros nomes, como o ex-secretário de Saúde do Ministério da Saúde Elcio Franco, a médica Nise Yamaguchi, entre outros.

Pazuello, Araújo e Queiroga, este por duas vezes, já prestaram depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga a resposta do governo do presidente Jair Bolsonaro à pandemia.

A Covid-19 já matou 496.004 pessoas no Brasil, segundo maior número de mortos pela doença no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.

(Por Eduardo Simões, em São Paulo)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).