Por Hyunjoo Jin

SAN FRANCISCO (Reuters) – O presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, defendeu que o Congresso dos Estados Unidos não aprove o projeto de lei do governo de Joe Biden que aumenta subsídios para veículos elétricos, dizendo que a proposta vai piorar o déficit orçamentário do país.

A proposta dos democratas prevê um incentivo fiscal adicional de 4.500 dólares para os veículos elétricos produzidos nos EUA.

“Honestamente, pode ser melhor se o projeto não for aprovado”, disse Musk durante evento do Wall Street Journal. “Estou literalmente dizendo para nos livrarmos de todos os subsídios”, disse ele, acrescentando que o governo norte-americano deveria “apenas tentar sair do caminho e não impedir o progresso”.

Ele também reiterou sua oposição a uma proposta dos democratas de taxar bilionários. “Não faz sentido tirar o trabalho de alocação de capital de pessoas que demonstraram grande habilidade … e dá-lo, você sabe, a uma entidade que demonstrou habilidade muito fraca em alocação de capital, que é o governo.”

Musk também disse que sua startup de chips que podem ser instalados no cérebro, Neuralink, prevê começar testes em humanos no próximo ano, enquanto aguarda a aprovação da agência de alimentos e medicamentos dos EUA, a FDA. “Eu acho que temos uma chance com a Neuralink de sermos capazes de restaurar a funcionalidade do corpo inteiro para alguém que tem uma lesão na medula espinhal”, afirmou o executivo.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).