A Sony cortou a estimativa de produção do PlayStation 5 neste ano fiscal em 4 milhões de unidades, para cerca de 11 milhões, após problemas com seu sistema em chip projetado para o novo console, de acordo com fontes ouvidas pela Bloomberg.

Em julho, a gigante de eletrônicos havia aumentado os pedidos para fornecedores em antecipação à maior demanda por jogos na temporada de Natal e nos meses seguintes, já que consumidores passam mais tempo em casa devido ao coronavírus. Mas a empresa enfrentou problemas de fabricação, como rendimento de apenas 50% para seu sistema em chip, ou SOC na sigla em inglês, o que reduziu sua capacidade de produzir consoles, disseram as pessoas, que falaram sob anonimato. O rendimento tem melhorado gradualmente, mas ainda não atingiu a estabilidade, acrescentaram.

As ações da Sony eliminaram os ganhos da sessão e fecharam em queda de 2,4% na terça-feira, o nível mais baixo desde julho. Um porta-voz da Sony não quis comentar.

“Se as notícias forem precisas, veríamos a redução como negativa”, disseram analistas do Citigroup como Kota Ezawa, em resposta à notícia das metas de produção revisadas da Sony. Os analistas também apontaram que os desafios de rendimento do SOC aumentariam o custo do componente e pesariam nas margens de lucro. A menor previsão da Sony é apenas uma estimativa e pode ser revisada novamente antes do fim do ano fiscal, em março de 2021.

Na semana passada, a rival Microsoft revelou preços agressivos para seus dois consoles de próxima geração, de US$ 299 para o Xbox Series S, e de US$ 499 para o Xbox Series X, colocando mais pressão sobre a Sony. As pré-encomendas dos novos modelos do Xbox começam em 22 de setembro. A Sony deve apresentar seu lançamento e planos de preços para o PlayStation 5 durante videoconferência marcada para quarta-feira. O console PS5 completo pode custar US$ 449, enquanto a versão digital mais fina poderia ser vendida por menos de US$ 400, de acordo com Masahiro Wakasugi, analista da Bloomberg Intelligence.

A Sony começou o ano com planos de produção conservadores para o PS5, e tem se debatido com a questão de como definir o preço da próxima linha de consoles. A pandemia de Covid-19 elevou as projeções da empresa diante da adoção mais rápida de seu serviço de assinatura PlayStation Plus e vendas recordes dos lançamentos The Last of Us: Part II e Ghost of Tsushima.

A Nintendo planeja uma versão atualizada de seu console Switch para 2021, equipado com melhores componentes e potencialmente resolução 4K. Deve vir acompanhado por uma série de novos jogos de peso, desafiando os esforços da Sony e da Microsoft para obter mais jogadores inscritos em seus serviços.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.