(Reuters) – A Parler, rede social usada por muitos apoiadores do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, processou a Amazon nesta segunda-feira, acusando o serviço de hospedagem da companhia de violar a lei antitruste ao suspender sua conta. Em queixa apresentada ao Tribunal Distrital em Seattle, a Parler disse que a decisão da Amazon de fechar sua conta foi “aparentemente motivada por animosidade política” e “aparentemente projetada para reduzir a concorrência no mercado de serviços de microblog em benefício do Twitter.” A Parler está buscando uma ordem judicial exigindo que a Amazon restabeleça sua conta e impedindo-a de suspender os serviços que havia contratado. Também está buscando indenização tripla não especificada. A Amazon não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários. A Parler não estava imediatamente disponível para comentar.

(Por Jonathan Stempel, Jeffrey Dastin, Stephen Nellis e Munsif Vengattil)

((Tradução Redação São Paulo; + 55 11 5644-7712))

REUTERS AAP

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).