A Xiaoice, chatbot da Microsoft, aumentou seu valor de mercado e passou a valer US$ 1 bilhão em uma rodada de investimentos conduzida pela Hillhouse Capital Management.

A empresa se separou da Microsoft no ano passado e arrecadou mais de 500 milhões de yuan (US$ 77 milhões) na Série A de investimentos, segundo Li Di, CEO da empresa. GGV Capital, IDG Capital, NetEase Inc. e Northern Light Venture Capital estavam entre os participantes da rodada.

Xiaoice, que se autointitula como o chatbot mais popular do mundo, disse que o dinheiro vai ser utilizado para o desenvolvimento e expansão dos negócios do aplicativo na China e no Japão. Assistentes virtuais da Huawei e Xiaomi utilizam a tecnologia da empresa, assim como alguns carros de montadoras chinesas.

A assistente da Microsoft foi lançada em 2014 e já tem mais de 660 milhões de usuários. Além de conversar, a Xiaoice também consegue escrever poesia, cantar e compor músicas.

O serviço está disponível em cinco idiomas, incluindo o inglês, mesmo que a empresa tenha focado no público asiático. Mais de 60% das interações com inteligência artificial são conduzidas pela tecnologia da Xiaoice.

Os principais focos da empresa são finanças, esportes, automóveis e produção de conteúdo. Em setembro, planeja anunciar novos produtos na China e no Japão. No ano fiscal de 2020, a companhia arrecadou mais de 100 milhões de yuan em vendas e planeja dobrar o faturamento neste ano, segundo Li.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).