BENGALURU, Índia (Reuters) – A empresa de análise de dados Palantir disse nesta terça-feira que começou a aceitar bitcoin como pagamento de clientes e também considera investir em criptomoedas.

Conhecida principalmente por seu trabalho com agências de defesa e inteligência do governo dos Estados Unidos, incluindo a CIA, a Palantir permite que os clientes integrem dados com suas plataformas de software, o que os ajuda a obter uma visão analítica de suas operações.

Co-fundada em 2003 pelo bilionário Peter Thiel, que apoiou Donald Trump nas eleições presidenciais dos Estados Unidos de 2016, a Palantir se envolveu em controvérsias com analistas que questionaram o valor da companhia e levantaram questões de privacidade em torno dos dados aos quais a empresa tem acesso.

(Por Chavi Mehta)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).