Por Guillermo Martinez

LA PALMA, Espanha (Reuters) – Um operador de drones espanhol recebeu nesta terça-feira permissão para tentar resgatar três cães que ficaram presos perto do vulcão em erupção em La Palma, no arquipélago das Ilhas Canárias, e vai tentar salvar os animais usando uma rede para recolher os cães com a ajuda de drones.

Os três cachorros estão há semanas presos em um quintal abandonado coberto de cinzas vulcânicas. Eles têm sido alimentados por drones que jogam pacotes de comida e até agora ninguém conseguiu encontrar uma forma de resgatá-los. Helicópteros estão proibidos de voar para a área por causa do fluxo de gases quentes que pode danificar os motores.

Jaime Pereira, presidente da operadora de drones Aerocamaras, afirmou que planeja enviar um drone de 50 quilos equipado com uma rede ampla para tentar capturar os cães, um por um, e levá-los para uma área distante 450 metros do fluxo de lava.

“É a primeira vez que um animal está sendo resgatado com um drone e a primeira vez que ele tem que ser capturado”, disse Pereira. “Se esta é a última opção que os cães têm, então vamos fazer isso.”

O operador do drone terá apenas quatro minutos para atrair o cão para a rede e outros quatro minutos para sair da área. “Não queremos ficar sem bateria quando estivermos voando sobre a lava”, disse Pereira.

Os testes com os drones ainda estão sendo feitos e o sucesso da missão no final vai depender em como os animais vão reagir à chegada do drone, disse Pereira.

“Eles têm comido muito pouco nas últimas semanas. Eles podem vir ou ficarem assustados com o drone. Vai realmente depender da reação deles.”

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).