ESTOCOLMO (Reuters) – A finlandesa Nokia encerrou uma disputa de patentes de vários anos com a chinesa Lenovo, maior fabricante mundial de computadores pessoais, resolvendo os litígios pendentes em todas as jurisdições, afirmaram as empresas nesta quarta-feira.

Embora os termos do acordo permaneçam confidenciais, a Lenovo fará um pagamento para a Nokia, disse a fabricante finlandesa de equipamentos de telecomunicações. Um porta-voz da Nokia se recusou a revelar os detalhes financeiros.

A Nokia começou sua batalha judicial contra a Lenovo em 2019 em razão de uma suposta violação de 20 patentes de tecnologia de compactação de vídeo, com casos nos Estados Unidos, Brasil e Índia, além de seis casos na Alemanha.

Um tribunal de Munique decidiu em setembro que a Lenovo infringiu uma das patentes da Nokia e ordenou a retirada de produtos dos varejistas. A ordem foi mantida em novembro por um tribunal de apelações alemão.

“O acordo global firmado permitirá a colaboração futura entre nossas empresas para o benefício dos clientes em todo o mundo”, disse John Mulgrew, diretor de propriedade intelectual da Lenovo.

O portfólio de patentes da Nokia é composto por cerca de 20.000 famílias de patentes, incluindo mais de 3.500 declaradas essenciais para o padrão de tecnologia 5G. 

(Reportagem de Supantha Mukherjee)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).