A Netflix planeja entrar no mundo dos videogames. A empresa anunciou a contratação de um ex-executivo da Electronic Arts e do Facebook para liderar a iniciativa.

Mike Verdu será vice-presidente de desenvolvimento de jogos, reportando-se ao diretor de operações Greg Peters. Verdu foi vice-presidente do Facebook encarregado de trabalhar com desenvolvedores para trazer jogos e outros conteúdos para a plataforma.

A ideia é oferecer videogames na plataforma de streaming da Netflix já no próximo ano. Os jogos estarão incluídos na tarifa atual, e aparecerão como um novo gênero de programação — assim como a Netflix fez com documentários ou especiais de comédia. Pelo menos por ora, a empresa não planeja cobrar mais pelo conteúdo.

A Netflix tem buscado maneiras de continuar crescendo, especialmente em mercados mais saturados, como os EUA. Isso incluiu desenvolver programação infantil, abrir uma loja online para vender merchandising  e contratar Steven Spielberg para trazer filmes de maior prestígio à sua programação. A empresa continua bem à frente de rivais de streaming como Disney + ou HBO Max, mas adicionou menos assinantes do que o esperado no último trimestre.

Entrar no mundo dos games seria uma das jogadas mais ousadas da Netflix até o momento. Verdu trabalhou em sucessos para celular como The Sims, Plants vs. Zombies e Star Wars. Ele também atuou como diretor de criação da Zynga entre 2009 e 2012.

Em última análise, a mudança pode tornar mais fácil para a Netflix justificar os aumentos de preços nos próximos anos. Os jogos também têm o propósito de ajudar a divulgar os programas existentes.

Muitas das maiores empresas de tecnologia vendem opções de jogos, além de seus serviços de vídeo. A Apple tem uma plataforma chamada Arcade para games, mas cobra um valor extra pelo acesso ao serviço.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).