SÃO PAULO (Reuters) – O ministro das Comunicações, Fábio Faria, afirmou nesta quinta-feira que São Paulo e algumas outras capitais do país terão redes 5G puras funcionando, em meio a dúvidas sobre quando o leilão das frequências de uso da tecnologia poderá ocorrer.

O conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) Moisés Moreira pediu vista e adiou na segunda-feira a análise do edital do leilão da tecnologia 5G. No mesmo dia, Faria convocou a imprensa para dizer que a decisão poderia gerar “prejuízo de 100 milhões de reais por dia” ao país.

“Até julho do ano que vem, todas as capitais terão 5G standalone funcionando. No Natal deste ano, já vamos ter em São Paulo 5G standalone funcionando. Tenho certeza disso”, disse Faria em evento do setor transmitido pela internet.

“Acredito que algumas cidades já vão virar o ano com 5G standalone funcionando”, acrescentou o ministro se referindo à tecnologia que permite a implantação de aplicações que requerem baixíssima latência na transmissão de dados, como carros autônomos e cirurgias remotas.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).