BENGALURU, Índia (Reuters) – A Intel elevou previsão de receita anual nesta quinta-feira, focando na estratégia dupla de aumentar a produção interna e terceirizar para alcançar rivais.

Uma das poucas da indústria de processadores que projeta e fabrica seus próprios chips, a Intel tem sido capaz de enfrentar os problemas da cadeia de suprimentos melhor do que rivais como Advanced Micro Devices, que terceirizaram a fabricação.

Uma mudança nos modelos de trabalho de negócios em direção à nuvem e operações baseadas em inteligência artificial devido à pandemia também aumentou a demanda por processadores usados ​​em centros de dados e PCs.

“A digitalização de tudo continua a acelerar”, disse Pat Gelsinger, presidente-executivo da Intel.

A Intel disse que agora prevê receita anual ajustada de 73,5 bilhões de dólares, ante previsão anterior de 72,5 bilhões e as expectativas dos analistas de 72,8 bilhões, de acordo com dados do Refinitiv IBES.

A receita dos negócios de data center de margem superior caíram 9%, para 6,5 bilhões de dólares no segundo trimestre, enquanto sua receita de negócios de computação pessoal aumentou 6%, superando as estimativas da FactSet.

A Intel espera receita ajustada do terceiro trimestre de 18,2 bilhões de dólares, ante projeções de 18,1 bilhões. Em uma base ajustada, a empresa lucrou 1,28 dólar por ação no segundo trimestre, em comparação com estimativas de 1,06 dólar.

(Reportagem de Chavi Mehta em Bengaluru e Stephen Nellis em San Francisco)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).