SÃO PAULO (Reuters) – A plataforma de finanças pessoais Guiabolso iniciou nesta quarta-feira a integração de correntistas do Bradesco, após conclusão de acordo no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Com isso, clientes do banco que acessarem o Guiabolso poderão usar o aplicativo sem precisarem de um token a cada acesso ou ação realizada. E o banco passará a oferecer uma interface que compartilha informações dos clientes que usam o aplicativo do Guiabolso.

No fim de 2020, o Bradesco assinou um termo de compromisso com o Cade para por fim a uma investigação de dois anos sobre acusações de ações anticompetitivas do banco que limitavam o acesso de seus correntistas ao Guiabolso.

O banco também aceitou pagar uma multa de 23,8 milhões de reais e desistiu de um processo contra o Guiabolso no Tribunal de Justiça de São Paulo.

Segundo o fundador e presidente do Guiabolso, Thiago Alvarez, correntistas do Bradesco representam cerca de um quarto dos 6 milhões de usuários cadastrados na plataforma de finanças pessoais.

(Por Aluísio Alves, edição Alberto Alerigi Jr.)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).