O Google estuda uma alternativa à nova ferramenta antirrastreamento da Apple, em mais um sinal de que o setor de Internet pouco a pouco começa a abordar a questão da privacidade dos usuários, de acordo com pessoas com conhecimento do assunto.

Internamente, o gigante de buscas avalia como pode limitar a coleta de dados e o rastreamento de aplicativos cruzados no sistema operacional Android de forma menos rigorosa do que a solução da Apple, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas.

O Google tenta equilibrar as demandas crescentes de consumidores preocupados com privacidade com as necessidades financeiras de desenvolvedores e anunciantes. A unidade da Alphabet busca informações dessas partes interessadas, semelhante à forma como está desenvolvendo lentamente um novo padrão de privacidade para navegação na web, o chamado Privacy Sandbox.

Com mais de US$ 100 bilhões em vendas anuais de anúncios digitais, o Google tem interesse em ajudar parceiros a continuar gerando receita, direcionando anúncios para usuários de aparelhos Android e medindo o desempenho desses focos de marketing.

“Estamos sempre procurando maneiras de trabalhar com desenvolvedores para elevar o nível de privacidade e, ao mesmo tempo, possibilitar um ecossistema de aplicativos saudável e com suporte de anúncios”, disse um porta-voz do Google em comunicado.

Na próxima atualização de software para iPhones e iPads – iOS 14.5 e iPadOS 14.5 -, a Apple vai incluir a nova ferramenta App Tracking Transparency. O recurso permite que consumidores escolham se os aplicativos podem coletar dados sobre eles em outros aplicativos e sites. A mudança iminente abalou a indústria de publicidade digital. Facebook e outras empresas se queixaram de que o recurso limitará a capacidade de veicular anúncios personalizados com eficácia e gerar receita.

Uma solução do Google provavelmente será menos rígida e não exigirá a necessidade de ativar o rastreamento de dados como a ferramenta da Apple, disseram as pessoas. O estudo de uma alternativa do Android ao recurso da Apple ainda está nos estágios iniciais, e o Google não decidiu quando ou se seguirá em frente com as mudanças.

A alternativa para a web Privacy Sandbox do Google permite alguma segmentação de anúncios com coleta de dados menos específica. Como parte dessa solução, a empresa desenvolveu a tecnologia Federated Learning of Cohorts, que permite aos anunciantes segmentar grupos de pessoas com interesses semelhantes, em vez de indivíduos. É provável que o Google adote abordagem semelhante com o Android.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).