Por Philip Pullella

ROMA (Reuters) – O poeta épico italiano Dante Alighieri está indo para o céu – de novo.

Dante, o maior poeta da Itália, dividiu sua monumental “Divina Comédia” em três partes: Inferno, Purgatório e Paraíso. A alegoria que representa a jornada de uma alma até Deus é uma das obras literárias mais influentes do mundo.

Agora, uma cópia da “Divina Comédia” inteira, microinscrita em folhas de uma liga de titânio e ouro, será enviada ao espaço para flutuar nos céus acima das estrelas que Dante descreveu.

A última palavra de cada uma das três partes é “stelle” (estrelas), incluindo a famosa última linha, que define Deus como “O amor que move o sol e as outras estrelas”.

“Sabíamos que haveria muitas edições especiais da ‘Divina Comédia’ saindo para este 700º aniversário da morte dele, e queríamos fazer algo totalmente diferente”, contou Giorgio Amaroli, chefe da Scripta Maneant, uma editora de livros de arte de luxo sediada em Bolonha.

Dante, chamado muitas vezes de “Poeta Supremo”, viveu na República de Florença, e seus escritos ajudaram a estabelecer o toscano como o padrão da língua italiana. Ele foi exilado por motivos políticos e morreu em Ravenna em 1321.

Para o projeto espacial, duas folhas de cerca de 29 por 43 centímetros, dobradas em quatro como um acordeão, receberão o poema completo de cerca de 14.200 linhas contendo cerca de 32 mil palavras.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).