COPENHAGUE (Reuters) – O dinamarquês Christian Eriksen usará um cardioversor desfibrilador implantável (CDI) depois de ter desmaiado em campo devido a uma parada cardíaca sofrida durante a partida inaugural de seu time na Euro 2020, disse o médico da seleção nesta quinta-feira.

Eriksen foi salvo por uma ressuscitação cardiopulmonar realizada em pleno gramado, e seu coração voltou a bater graças a um desfibrilador antes de ele ser levado ao hospital, onde está se recuperando.

Ele receberá um CDI, um aparelho eletrônico pequeno que é uma espécie de marcapasso e pode evitar paradas cardíacas fatais disparando uma carga que restaura o ritmo cardíaco normal.

“Depois que Christian passou por vários exames cardíacos, foi decidido que ele deveria receber um CDI”, disse o doutor Morten Boesen em um comunicado.

“Este aparelho é necessário após um ataque cardíaco devido a perturbações rítmicas.”

“Christian aceitou a solução, e além disso o plano foi confirmado por especialistas nacionais e internacionais que recomendaram todos o mesmo tratamento”, acrescentou Boesen.

(Por Stine Jacobsen e Nikolaj Skydsgaard)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS ES

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).