A Apple revelou sua mais recente linha de iPhones, uma linha de produtos que Wall Street acredita que será responsável por iniciar um novo ciclo de crescimento de vendas para a maior empresa de tecnologia do mundo.

Como são os novos iPhones? Em evento virtual na terça-feira (13), a empresa exibiu o iPhone 12 nas cores preto, vermelho, azul, verde e branco. O novo modelo vem com tela de 6,1 polegadas e é mais fino e leve, disse a Apple. O preço inicial é de US$ 799.

A frente do telefone é semelhante ao iPhone 11 do ano passado, mas as bordas de alumínio agora são planas em vez de curvas. Todos os novos iPhones da Apple este ano suportam 5G, um novo padrão de conectividade sem fio que pode transmitir dados até 10 vezes mais rápido do que a atual tecnologia 4G LTE.

Um versão menor, chamada de iPhone 12 mini, com preço a partir de US $ 699, também foi lançada com uma tela de 5,4 polegadas. O maior modelo da linha é o iPhone 12 Pro, que tem bordas de aço inoxidável. Sua tela de 6,7 polegadas (17 cm) é a maior da história da Apple. As cores para o Pro são azul pacífico, ouro, grafite e prata.

Quais foram as melhorias em relação à linha anterior? A linha de aparelhos também têm um processador A14 mais rápido, câmeras atualizadas e telas OLED mais nítidas, uma melhoria em relação às telas LCD mais baratas do ano passado, disse a Apple. A Apple disse que o novo processador A14 Bionic é 50% mais rápido que o chip A13 da linha iPhone 11.

O iPhone 12 possui um sistema de câmera atualizado com desempenho aprimorado em baixa luminosidade, aberturas mais rápidas e atualizações para fotografia computacional. Os novos telefones também suportam uma nova versão magnética de carregamento sem fio chamada MagSafe.

Em que estágio está o 5G da Apple? Os recursos 5G tornam os telefones teoricamente capazes de baixar dados muito mais rápido, embora isso dependa principalmente da atualização das redes das operadoras sem fio. O lançamento do 5G da Apple ocorre mais de um ano depois que a Samsung e outros rivais começaram a vender aparelhos compatíveis com o padrão.

A Apple disse que testou 5G globalmente em 100 operadoras. Ele acrescentou que os modelos dos EUA suportarão a tecnologia de ondas milimétricas mais rápida. O CEO da Verizon Communications Inc., Hans Vestberg, participou do evento para anunciar a cobertura 5G nacional nos EUA e uma expansão de seu serviço 5G de banda larga ultra rápida em várias cidades do país.

E a situação do 5G globalmente? No primeiro trimestre deste ano, os fabricantes de telefones liderados pela Samsung enviaram 3,4 milhões de telefones 5G nos EUA, uma fração do mercado geral, mostram os dados da Strategy Analytics. Em alguns outros países, o 5G teve um desempenho muito melhor. Um terço das vendas de telefones na China durante o segundo trimestre foi de aparelhos 5G, de acordo com a Counterpoint Research.

Testes da RootMetrics da IHS Markit em 125 áreas dos EUA no primeiro semestre de 2020 mostraram que as velocidades 5G na AT&T Inc., T-Mobile US Inc. e Sprint são apenas ligeiramente mais rápidas do que 4G LTE. A AT&T e a T-Mobile, que compraram a Sprint, alegaram que suas redes 5G estão disponíveis “em todo o país”, uma métrica que significa que podem atingir 200 milhões de pessoas, mas a cobertura ainda é frequentemente esporádica e as velocidades de dados não são consistentemente mais rápidas.

Quais são as expectativas do mercado em relação à Apple? A gigante da tecnologia com sede em Cupertino, Califórnia, gerou relativamente pouco crescimento nas vendas de seu produto de destaque nos últimos anos, pois os consumidores vêm mantendo seus telefones por mais tempo. A receita trimestral deste segmento para a Apple atingiu o pico no primeiro trimestre do ano fiscal de 2018.
A safra deste ano de novos iPhones marca a primeira grande reformulação em três anos, o que pode levar a mais atualizações e um novo surto de crescimento. Investidores e analistas também estão otimistas com as vendas na China, onde as redes 5G são mais desenvolvidas do que nos EUA.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).