LONDRES (Reuters) – O bitcoin subia cerca de 7% nesta segunda-feira, depois que a fuga de ativos de risco na semana passada esfriou e o Citigroup escreveu em relatório que a moeda digital está perto de um ponto de virada, podendo se tornar moeda preferencial do comércio internacional.

O Citi escreveu que o bitcoin pode estar no início de uma “transformação maciça” para tornar-se uma moeda usada normalmente.

O bitcoin, que subiu a 47 mil dólares ante 4.700 desde março passado, pode no futuro tornar-se moeda preferencial para com comércio internacional ou poderá enfrentar uma “especulação implosiva”, afirmou o Citi.

A moeda digital exibia alta de cerca de 7,12% às 14h15 (horário de Brasília), a 48.462 dólares. A moeda digital ether, acompanhava o movimento, exibindo valorização de 7,52%, a 1.528 dólares.

A recente disparada do bitcoin foi seguida por um crescente envolvimento de investidores institucionais o que contrasta com o forte peso de investidores de varejo ao longo da década passada.

Se empresas e indivíduos ganharem acesso via carteiras digitais a moedas digitais de bancos centrais, o alcance global, a rastreabilidade e o potencial para pagamentos rápidos vão colocar o bitcoin em “posição ótima” para se tornar moeda preferida do comércio internacional, afirmou o Citi.

Tal transformação para a moeda do comércio global, posição assumida pelo dólar norte-americano, vai depender de mudanças no mercado que permitam participação institucional mais ampla e supervisão mais próxima por parte de autoridades financeiras, afirmou o Citi.

“Há uma série de riscos e obstáculos que estão diante do progresso do bitcoin”, escreveram os analistas do Citi. “Mas ao se considerar estes obstáculos em relação às oportunidades chegamos à conclusão que o bitcoin está num ponto de virada.”

(Por Thyagaraju Adinarayan)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).