Por Gertrude Chavez-Dreyfuss

NOVA YORK (Reuters) – A American Airlines e a plataforma suíça de viagens Winding Tree informaram na terça-feira que formaram uma parceria que permitirá que compradores corporativos acessem os dados da companhia aérea dos Estados Unidos diretamente, sem a necessidade de intermediários.

A Winding Tree é um mercado de viagens descentralizado com sede em Ethereum e lançado em 2017, que afirma ter como objetivo tornar as viagens mais baratas para os consumidores e mais lucrativas para os fornecedores.

Agentes de viagens de turismo e corporativas atualmente obtêm dados sobre voos e quartos de sistemas de distribuição global (GDS), como Amadeus e Sabre, que empregam tecnologia de reservas em tempo real.

A plataforma da Winding Tree permitirá que empresas como companhias aéreas e operadoras de hotéis publiquem os locais disponíveis diretamente para esses clientes.

“Estamos sempre procurando maneiras inovadoras de dar o acesso ao conteúdo da American aos nossos clientes, da maneira que for mais conveniente para eles”, disse Neil Geurin, diretor-gerente de digital e distribuição da American.

Por meio da parceria, a Winding Tree fornecerá uma estrutura para o programa de reservas de lazer da American com compradores corporativos. O programa poderá negociar ofertas exclusivas diretamente com a American Airlines.

“Embora a conectividade do marketplace seja genérica, o blockchain da Ethereum garante que cada relacionamento seja exclusivo para o acordo individual entre o vendedor e o comprador, o que permite preços personalizados de conteúdo entre as duas partes”, disse Pedro Anderson, diretor de operações e cofundador da Winding Tree.

Ao lado de uma lista crescente de parceiros, a American Airlines se junta à Air Canada para alavancar o mercado descentralizado de Winding Tree para lidar mais diretamente com os compradores.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).