Por Uday Sampath Kumar

(Reuters) – A Amazon.com Inc disse na segunda-feira que dobrou sua capacidade de processamento de contêineres e garantiu mais espaço para armazenamento para transporte marítimo para tentar superar os gargalos da cadeia de suprimentos a tempo para a temporada de compras natalinas.

A natureza intermitente da pandemia afetou as cadeias de abastecimento globais que são otimizadas para o movimento just-in-time de mercadorias, enquanto a escassez de mão de obra e equipamento e a falta de espaço para armazenar produtos agravaram a situação.

A Amazon, que planeja contratar 150.000 trabalhadores temporários nos Estados Unidos durante o período de férias, disse que também aumentou as portas de entrada em sua rede em 50%.

A gigante do comércio eletrônico não é a única empresa que está tentando usar sua escala e recursos para abrir caminho através das dores de cabeça da cadeia de suprimentos.

Varejistas como Walmart Inc, Target Corp e Home Depot disseram que estão fretando navios para lidar com a desaceleração das redes marítimas por causa da pandemia, que administram 90% do comércio mundial.

O presidente Joe Biden no início deste mês insistiu para que o setor privado ajude a aliviar os gargalos da cadeia de abastecimento, expandindo as operações noturnas nos portos.

(Reportagem de Uday Sampath em Bengaluru; Edição de Shailesh Kuber)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).