Por Michael Nienaber

BERLIM (Reuters) – A Alemanha vai investir cerca de 2 bilhões de euros (2,4 bilhões de dólares) para apoiar o desenvolvimento de seu primeiro computador quântico, além de tecnologias relacionadas, nos próximos quatro anos, disseram os ministérios da Economia e da Ciência nesta terça-feira.

O Ministério da Ciência da Alemanha vai investir 1,1 bilhão de euros até 2025 para financiar a pesquisa e o desenvolvimento em computação quântica – que usa os fenômenos da mecânica quântica para dar um salto na capacidade de processamento de dados de computadores.

O Ministério da Economia vai investir 878 milhões de euros em aplicações práticas.

O Centro Aeroespacial da Alemanha (DLR, na sigla em alemão) receberá a maior parte dos subsídios – cerca de 740 milhões de euros – para se associar a empresas industriais, empresas de médio porte e startups com o objetivo de formar dois consórcios, disse o Ministério da Economia.

“A computação quântica tem o potencial de revolucionar as principais indústrias de nossa economia”, disse o ministro da Economia, Peter Altmaier. Ele citou aplicações em áreas como melhor gestão de oferta e demanda no setor de energia, melhor controle de tráfego e testes mais rápidos de novas substâncias ativas.

“Nosso objetivo é que a Alemanha se torne um dos melhores centros do mundo no desenvolvimento e na aplicação prática da computação quântica”, disse ele.

A ministra da Ciência, Anja Karliczek, disse que a meta do governo é a construção de um computador quântico competitivo na Alemanha em cinco anos, e criar uma rede de empresas no campo do desenvolvimento de aplicativos de ponta.

“Hoje, iniciamos a missão do computador quântico ‘Made in Germany’ – e agora estamos prontos para decolar”, disse Karliczek.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).