Por Thomas Escritt

BERLIM (Reuters) – A Agência Espacial Europeia (ESA) espera contratar e levar ao espaço o primeiro astronauta com deficiência físico do mundo, e vários aspirantes a para-astronauta já se candidataram ao cargo, disse o chefe da ESA, Josef Aschbacher, à Reuters, nesta sexta-feira.

O programa espacial acaba de finalizar seu recrutamento decenal mais recente para 22 astronautas e recebeu 22 mil inscrições, disse Aschbacher.

“Gostaríamos de enviar um astronauta com deficiência, o que seria algo inédito”, acrescentou o austríaco. “Mas também estou contente pela ESA porque isto mostra que o espaço é para todos, e isso é algo que eu gostaria de transmitir”.

A agência, cujo foguete Ariane já dominou o mercado de lançamentos de satélites comerciais, enfrenta uma concorrência cada vez mais acirrada de startups financiadas por magnatas da tecnologia, como a Blue Origin, de Jeff Bezos, e a SpaceX, de Elon Musk.

Bezos, fundador da Amazon, espera se tornar no mês que vem o primeiro homem a ir ao espaço em seu próprio foguete, ressaltando o papel crescente que os bilionários do setor estão desempenhando em um ramo antes dominado por agências governamentais.

“O espaço está se desenvolvendo extremamente rápido, e se não alcançarmos este trem, ficaremos para trás”, acrescentou Aschbacher, delineando planos para reformular a ESA como uma entidade mais empreendedora pronta para trabalhar com investidores de risco para ajudar o crescimento de startups europeias que um dia poderiam rivalizar com entidades do Vale do Silício.

(Por Thomas Escritt)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).