Por Gibran Naiyyar Peshimam

CABUL (Reuters) – Forças do governo do Taliban destruíram uma célula do Estado Islâmico no norte de Cabul na noite de domingo durante um ataque prolongado que abalou a calma de uma área normalmente tranquila da capital afegã com horas de explosões e tiros, disseram autoridades e moradores.

Agora que a economia do Afeganistão está perto do colapso e amplas áreas do país correm risco de fome, a presença de uma célula militante aparentemente bem armada em Cabul sublinha a escala intimidante do desafio enfrentado pelo novo governo.

A operação do Taliban veio horas depois de um ataque a bomba perto de uma mesquita de Cabul no domingo que posteriormente foi reivindicado pelo Estado Islâmico. A detonação matou e feriu vários civis no que pareceu ter sido o pior ataque na cidade desde a retirada das forças dos Estados Unidos no final de agosto.

A filiada local do Estado Islâmico, conhecida como Estado Islâmico Khorasan devido a um nome antigo da região, afirma ter realizado atentados contra alvos do Taliban e segue contra o movimento islâmico afegão.

O porta-voz do Taliban, Zabihullah Mujahid, disse que uma unidade especial do grupo realizou uma operação contra elementos do Estado Islâmico no 17º distrito de Cabul, destruindo sua base e matando todos nela.

“Durante cerca de três horas, os confrontos foram muito intensos e várias explosões poderosas também aconteceram”, disse Hashmatullah, um lojista local.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).