BRUXELAS (Reuters) – A polícia disparou gás lacrimogêneo e usou canhões de água neste domingo para dispersar manifestantes que atiraram paralelepípedos e fogos de artifício em policiais durante protestos em Bruxelas contra restrições à Covid-19 impostas pelo governo e que se tornaram violentos.

Alguns milhares de manifestantes marcharam pacificamente pelo centro da capital belga até o bairro que abriga a sede das instituições da União Europeia (UE), onde a manifestação chegou ao seu ponto final.

No bairro da UE, um grupo de manifestantes vestindo capuzes pretos e gritando “liberté” (liberdade) começou a atirar pedras na polícia, que reagiu com gás lacrimogêneo e canhões de água, de acordo com imagens e relatos dos jornalistas da Reuters presentes.

Os manifestantes protestavam contra regras impostas em outubro que obrigam pessoas a mostrar passaporte de vacinação contra o coronavírus para acessar bares e restaurantes.

(Por John Cotton, Sean Carter e Francesco Guarascio)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).