Por Josh Smith

GOHEUNG, Coreia do Sul (Reuters) – O primeiro foguete espacial fabricado pela Coreia do Sul foi lançado nesta quinta-feira, mas não conseguiu colocar um satélite simulado em órbita, apresentando resultados mistos para um teste que representa um grande salto para os planos espaciais ambiciosos do país.

O foguete de três estágios KSLV-II Nuri decorado com a bandeira nacional partiu de sua plataforma de lançamento do Centro Espacial Naro às 17h.

O Nuri, ou “mundo”, foi concebido para colocar cargas de 1,5 tonelada de 600 a 800 quilômetros acima da Terra, e é parte de um esforço espacial mais abrangente que vislumbra o lançamento de satélites de vigilância, navegação e comunicações, e até de sondas lunares.

O presidente Moon Jae-in, que observou a decolagem no centro espacial, disse que o foguete completou suas sequências de voo, mas não conseguiu colocar a carga de teste em órbita.

“Infelizmente, não atingimos totalmente nosso objetivo”, disse ele em um discurso no local.

Ele elogiou os trabalhadores e disse que, apesar da missão incompleta, o projeto seguirá em frente.

“Não demorará muito para conseguirmos lançá-lo exatamente na trajetória visada”, disse ele, de acordo com uma transcrição. “A ‘Era Espacial Coreana’ está se aproximando”.

(Reportagem adicional de Heekyong Yang em Seul)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).