LONDRES (Reuters) – O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, foi informado de que o presidente chinês, Xi Jinping, não irá pessoalmente à Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2021 (COP26), noticiou o jornal The Times.

O Reino Unido, que sediará a COP26 em Glasgow entre 31 de outubro e 12 de novembro, está tentando obter o apoio de grandes potências a um plano mais radical para o combate à mudança climática.

“Agora está bastante claro que Xi não aparecerá, e o premiê foi informado disso”, disse uma fonte britânica não identificada citada pelo The Times. “O que não sabemos é qual postura os chineses adotarão.”

O jornal disse que os organizadores britânicos temem que a decisão de Xi de não comparecer seja um prelúdio para a China se recusar a adotar novas metas contra a mudança climática em meio a uma crise energética.

Não foi possível contatar a embaixada chinesa em Londres de imediato para obter comentários.

Xi, o líder chinês mais poderoso desde Mao Tsé-Tung, não deixa seu país desde o início da pandemia do novo coronavírus, mas participou de videoconferências com outros líderes.

A China é a maior emissora mundial de gases de efeito estufa, por isso a ausência de Xi dos debates, seja em pessoa ou por videoconferência, seria um contratempo para as esperanças de Johnson de levar líderes de todo o mundo a combinarem um acordo do clima significativo.

A rainha britânica Elizabeth foi flagrada dizendo estar irritada com líderes globais que falam sobre a mudança climática e fazem pouco ou nada para tratar da crise.

(Por Guy Faulconbridge)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).