PARIS (Reuters) – Uma nova pesquisa de opinião sobre a eleição presidencial a França divulgada nesta sexta-feira mostrou Éric Zemmour, de extrema direita, tirando Marine Le Pen de um duelo contra o presidente francês Emmanuel Macron no segundo turno da eleição marcada para abril de 2022.

A ascensão meteórica do astro de talk show político nas pesquisas de opinião é uma reviravolta nas expectativas já antigas de que o segundo turno seguramente seria uma repetição da disputa de 2017 entre Macron e Le Pen, cujo partido domina a extrema-direita a décadas.

A sondagem da Ipsos Sopra Steria para o jornal Le Monde foi somente a segunda a colocar Zemmour na etapa decisiva, mostrando-o com entre 16% e 16,5% no primeiro turno contra entre 15% e 16% de Le Pen. Zemmour não anunciou oficialmente sua candidatura, mas muitos acreditam que ele concorrerá.

Macron ainda é visto liderando o primeiro turno com entre 24% e 28%. A pesquisa mais recente não previu o vencedor do segundo turno, mas outras enquetes apontam o atual presidente como favorito.

Os pesquisadores do Ipsos Sopra Steria ressaltaram que Zemmour, que têm condenações de incitação ao ódio e disse uma vez que as mulheres “não personificam o poder”, é uma figura mais divisiva entre os eleitores do que Le Pen.

Só 20% o consideram capacitado para ser presidente, contra 30% a favor de Le Pen. Embora 21% dos homens de mais de 60 anos apoiem Zemmour, seu aval entre as mulheres de menos de 35 anos é de somente 8%.

A pesquisa entrevistou 16 mil pessoas entre 07 e 13 de outubro.

(Por Sudip Kar-Gupta e Ingrid Melander)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).