GENEBRA (Reuters) – O Conselho de Direitos Humanos da ONU aprovou com folga uma resolução nesta sexta-feira que reconhece o acesso a um ambiente seguro e saudável como um direito fundamental, apesar das críticas durante a preparação para a votação do Reino Unido, Estados Unidos e outros países.

A resolução, proposta pela Costa Rica, Maldivas, Marrocos, Eslovênia e Suíça, foi aprovada com 43 votos a favor e 4 abstenções da Rússia, Índia, China e Japão, gerando uma rara explosão de aplausos no fórum de Genebra.

O Reino Unido, que estava entre os críticos da proposta nas negociações recentes, surpreendentemente votou a favor. Os Estados Unidos não votaram porque não são atualmente integrantes do Conselho, que possui 47 membros.

(Por Emma Farge)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).