MOSCOU (Reuters) – A Organização Mundial da Saúde (OMS) ainda está avaliando o uso emergencial da vacina contra a Covid-19 Sputnik V, desenvolvida na Rússia, de acordo com atualização no site da OMS nesta quarta-feira.

“Assim como acontece com outras vacinas candidatas, a OMS segue avaliando as vacinas Sputnik V de diferentes locais de fabricação e publicará as decisões sobre seu status EUL (Lista de Uso de Emergência) quando todos os dados estiverem disponíveis e a revisão for concluída”, afirmou a OMS em comentário por e-mail à Reuters.

A entidade disse que reiniciou o processo de avaliação para a vacina russa e que está aguardando a “conclusão da submissão contínua”.

O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF), que promove a Sputnik V no exterior, informou que um grupo de inspetores da OMS deve visitar a Rússia em breve “para reunir todas as inspeções e documentos necessários sobre a Sputnik V”.

Separadamente, Kirill Dmitriev, chefe do RDIF, disse à CNN esperar que a OMS aprove a Sputnik V nos próximos meses, informou a agência de notícias RIA.

A OMS disse em julho que sua análise de como a Rússia produz a vacina Sputnik V encontrou alguns problemas com o envasamento de frascos em uma fábrica. O fabricante disse que desde então resolveu todas as preocupações da OMS.

O RDIF tem financiado sistemas de teste, medicamentos e vacinas contra a Covid-19. O RDIF apoia o desenvolvimento da vacina Sputnik V pelo Gamaleya Center e está investindo na produção em massa da vacina.

(Reportagem de Vladimir Soldatkin em Moscou)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).