Por Peter Szekely

(Reuters) – O número de mortos após o desabamento de um prédio na região de Miami subiu de 86 para 90 neste domingo, enquanto as equipes continuam as buscas por restos humanos nos destroços, disse a prefeita do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava.

Outras 31 pessoas ainda seguem “potencialmente desaparecidas”, disse Levine Cava em entrevista coletiva.

Embora muitos estejam mortos sob os escombros de concreto e aço do prédio de 12 andares à beira-mar que desabou parcialmente na madrugada do dia 24 de junho em Surfside, alguns dos desaparecidos foram encontrados por meio do trabalho de detetives, disse ela.

O número de “desaparecidos” diminuiu em 12 em relação ao sábado, mesmo com apenas quatro corpos extras tendo sido descobertos.

“Nossos detetives continuam tendo progresso na auditoria e em seus esforços diligentes de pesquisa, verificando todos os relatórios sobre a lista de desaparecidos e trabalhando com as famílias para abrir inquéritos policiais de pessoas desaparecidas”, disse Levine Cava.

Sem sobreviventes resgatados dos escombros desde as primeiras horas após o colapso, as autoridades declararam na semana passada que os trabalhos de busca mudaram de “resgate” para “recuperação”.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).