ISTAMBUL (Reuters) – As inundações repentinas que varreram cidades de províncias turcas do Mar Negro mataram 70 pessoas, e agentes de emergência continuam a procurar 47 pessoas desaparecidas, disseram autoridades nesta segunda-feira.

As inundações da semana passada provocaram caos quando torrentes de água lançaram dezenas de carros e pilhas de destroços pelas ruas, destruíram edifícios e pontes, fecharam estradas e danificaram a infraestrutura de eletricidade.

Sessenta pessoas morreram por causa das inundações na província de Kastamonu. Outras nove morreram em Sinop e uma em Bartin, informou o Diretório de Administração de Desastres e Emergências (Afad).

Quarenta e sete pessoas foram dadas como desaparecidas em Kastamonu e Sinop, disse a entidade.

Imagens de drone mostraram grandes danos na cidade de Bozkurt, em Kastamonu, onde equipes de resgate vasculharam prédios demolidos no final de semana.

Mais de 2 mil pessoas foram retiradas de áreas afetadas, algumas com a ajuda de helicópteros e barcos, disse a Afad.

Meteorologistas alertaram para mais inundações devido a uma precipitação forte nesta segunda-feira em províncias do Mar Negro a leste das regiões afetadas na semana passada.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).