PEQUIM (Reuters) – Recém-nomeado, o novo embaixador da China para os Estados Unidos ressaltou a importância crucial de Taiwan no relacionamento bilateral durante a primeira reunião com uma autoridade norte-americana de alto escalão desde que assumiu o cargo, de acordo com a mídia estatal chinesa.

Qin Gang, de 55 anos, que tem a reputação de defender as posições de seu país enfaticamente em público, adotou um tom otimista ao chegar a Washington no final de julho para ocupar a função, dizendo ver grande potencial nas relações entre os dois países.

Ao se encontrar com a vice-secretária de Estado norte-americana, Wendy Sherman, Qin disse que ambos tiveram um intercâmbio de opiniões “aprofundado e muito franco”, relatou a agência de notícias oficial Xinhua nesta sexta-feira.

“Os dois lados concordaram que as relações bilaterais sino-norte-americanas são muito importantes, e que é necessário resolver questões através do diálogo e da comunicação, administrar as diferenças e contradições e melhorar as relações bilaterais”, noticiou a Xinhua.

O único tema a ser mencionado diretamente na reportagem foi Taiwan, ilha democrática que a China reivindica por considerar seu território soberano.

“Qin Gang enfatizou que a questão de Taiwan é a questão mais importante e sensível nas relações sino-norte-americanas. Ele expressou a posição da China claramente a Sherman”, acrescentou a Xinhua, sem dar detalhes.

(Da redação de Pequim; reportagem e redação adicional de Ben Blanchard em Taipé)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).