Por John Irish

PARIS (Reuters) – O ministro francês para territórios ultramarinos manterá conversas sobre a crise em suas ilhas caribenhas a partir de domingo, disse uma autoridade, enquanto o governo busca acalmar tensões após mais de uma semana de distúrbios pela sua gestão da pandemia de Covid-19 na região.

“Não creio que voltaremos a Paris tendo necessariamente resolvido toda a crise, mas se levarmos as coisas aos poucos e metodicamente, isso acalmará as coisas e abrirá um diálogo construtivo com todos os atores”, disse à Reuters uma autoridade próxima ao ministro Sebastian Lecornu, antes da chegada da delegação a Guadalupe no final deste domingo.

Um plano de vacinação obrigatória para profissionais de saúde alimentou um sentimento entre a maioria da população negra de Guadalupe e Martinica de ser excluída e marginalizada do continente, ainda que a mesma medida já tivesse sido introduzida no continente.

A questão gerou protestos e queixas de longa data sobre os padrões de vida e o relacionamento com Paris. Os manifestantes insistem que devem ter permissão para fazer suas próprias escolhas sobre o tratamento de saúde.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).