Por Ahmed Aboulenein e Susan Heavey

WASHINGTON (Reuters) – Metade dos adolescentes norte-americanos de 12 a 17 anos recebeu ao menos a primeira dose de uma vacina contra Covid-19, e é nesta faixa etária que a taxa de vacinação cresce mais rápido, informou a Casa Branca nesta sexta-feira.

O anúncio chega no momento em que crianças de todo o país iniciam um novo ano letivo e as vacinações em geral estão em uma alta de oito semanas. O maior total diário de vacinações desde 3 de julho foi alcançado na quinta-feira: 1,1 milhão de doses.

“Agora atingimos um grande marco em nosso esforço para vacinar adolescentes, agora 50% daqueles de 12 a 17 anos têm ao menos a primeira dose”, disse o coordenador da reação ao coronavírus da Casa Branca, Jeff Zients, a repórteres.

“E, de fato, a taxa de vacinação entre adolescentes está crescendo mais rápido do que qualquer outra faixa etária”, acrescentou.

Zients também disse que os Estados Unidos estão vendo um ímpeto contínuo para exigências mais fortes de vacinação de empregados.

A média de sete dias de casos de Covid-19 aumentou cerca de 3% e chegou a cerca de 142 mil, disse a diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC), Rochelle Walensky, e a média de mortes relacionadas à Covid nos últimos sete dias subiu 11% e alcançou 864. Já a média de sete dias de hospitalizações cresceu 6% e atingiu cerca de 12 mil.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).