BRUXELAS (Reuters) – A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, pediu nesta sexta-feira a suspensão de viagens aéreas para lugares onde a nova variante do coronavírus tem sido detectada.

Von der Leyen também disse que as fabricantes de vacinas são obrigadas a adaptar seus imunizantes assim que surgem novas variantes. Ela discursou em meio a notícias de uma nova variante detectada na África do Sul, que abalaram os mercados internancionais.

“Agora é importante que todos nós na Europa ajamos com muita rapidez, decisão e união”, disse ela, em um pedido para que os cidadãos da UE se vacinem e melhorem sua proteção com doses de reforço.

“Todas as viagens aéreas para esses países devem ser suspensas até que tenhamos um entendimento mais claro sobre o perigo representado por esta nova variante”, disse.

Von der Leyen falou após a Bélgica –que é país-membro e sede de instituições da UE– ter confirmado um primeiro caso da variante B.1.1.529 em seu território.

(Por Gabriela Baczynska)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).