LA PALMA, Espanha (Reuters) – A lava emanando da primeira erupção vulcânica terrestre das Ilhas Canárias em 50 anos obrigou as autoridades a retirarem outra parte dos habitantes do município de El Paso, na ilha de La Palma, e a pedir que os turistas atraídos pelo fenômeno mantenham distância.

Moradores da vizinhança de Tacande Alto foram retirados na noite de segunda-feira e na manhã desta terça-feira depois que uma nova corrente de lava começou a fluir de outra rachadura na encosta do vulcão Cumbre Viejo, disse o prefeito de El Paso, Sergio Rodríguez, à emissora estatal TVE.

“A lava a caminho do mar está um pouco caprichosa e muda de curso”, explicou.

Cerca de 6 mil das 80 mil pessoas que moram na ilha já foram obrigadas a sair de casa para fugir da erupção, disse a TVE.

A erupção começou no domingo depois que La Palma, ilha do extremo noroeste do arquipélago das Canárias, foi abalada por milhares de tremores nos dias anteriores. O vulcão lança lava a centenas de metros de altura, envolvendo florestas e enviando rocha derretida rumo ao Oceano Atlântico ao longo de uma área escassamente povoada de La Palma.

Não se registraram mortos nem feridos, mas imagens de drone capturaram duas línguas de lava negra abrindo uma faixa devastadora na paisagem ao avançarem do flanco oeste do vulcão em direção ao mar.

Especialistas dizem que, se e quando a lava chegar ao mar, pode provocar mais explosões e nuvens de gases tóxicos.

(Por Borja Suarez, Marco Trujillo e Inti Landauro)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).