Por Parisa Hafezi

DUBAI (Reuters) – O Irã reagirá prontamente a qualquer ameaça à sua segurança, disse um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do país nesta segunda-feira, depois que Estados Unidos, Israel e Reino Unido culparam Teerã por um ataque contra um navio-tanque de administração israelense no litoral de Omã.

O governo iraniano nega qualquer envolvimento no ataque de quinta-feira, que deixou dois tripulantes mortos, um britânico e um romeno.

No domingo, EUA e Reino Unido disseram que trabalharão com aliados para reagir ao ataque contra o Mercer Street, um navio-tanque de derivados de petróleo de bandeira liberiana e propriedade japonesa administrado pela empresa israelense Zodiac Maritime.

O Reino Unido convocou o embaixador iraniano nesta segunda-feira. Mais tarde, o Irã convocou o encarregado de negócios britânico em Teerã devido às “acusações contra a República Islâmica”, relatou a agência de notícias semioficial Fars.

“O Irã não hesita para proteger sua segurança e seus interesses nacionais e reagirá pronta e intensamente a qualquer possível aventura”, disse o porta-voz da chancelaria, Saeed Khatibzadeh, de acordo com a televisão estatal iraniana.

Khatibzadeh “lamentou intensamente as acusações infundadas feitas pelo secretário britânico das Relações Exteriores contra o Irã, que foram repetidas pelo secretário de Estado norte-americano no mesmo contexto e que continham acusações contraditórias, falsas e provocantes”, noticiou a TV estatal.

(Reportagem adicional de Guy Faulconbridge em Londres)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).