Por Maria Caspani e Kanishka Singh

NOVA YORK (Reuters) – Inundações causaram a morte de pelo menos 9 pessoas, arrastaram carros, submergiram linhas do metrô e impediram voos nos Estados norte-americanos de Nova York e Nova Jersey enquanto os resquícios do furacão Ida provocavam chuvas torrenciais na área.

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, descreveu as inundações e o clima na noite de quarta-feira como um “evento histórico sobre o clima”, e o Serviço Nacional do Clima emitiu um alerta de emergência de inundação e raios para a cidade de Nova York pela primeira vez.

Os esforços de recuperação para reativar os sistemas de transporte que atendem milhões de moradores da área metropolitana densamente habitada já estavam em andamento na manhã desta quinta-feira.

A governadora do Estado de Nova York, Kathy Hochul, pediu aos usuários do transporte interurbano que ficassem em casa e pediu paciência para “nos dar tempo para um restabelecimento completo dos trens” depois que o serviço foi suspenso na maior parte da área, deixando muitos ilhados de madrugada.

“Esta vai para os livros de recorde”, disse Hochul à rede CNN.

A tempestade provocou “taxas de chuva extremas” de 5 a 7,6 centímetros por hora ao longo do corredor que vai da Filadélfia à cidade de Nova York, disse o Serviço Nacional do Clima.

O metrô da cidade de Nova York continuava “extremamente limitado” na manhã desta quinta-feira, disse a Agência Metropolitana de Trânsito (MTA). Janno Lieber presidente interino e CEO da MTA, disse à mídia que o serviço total só será restaurado no fim do dia.

O Serviço Ferroviário de Long Island, também administrado pela MTA, disse na manhã desta quinta-feira que as operações foram restabelecidas na maior parte de seus terminais, mas que os usuários do transporte interurbano devem se preparar para atrasos de até 30 minutos em toda a malha viária.

Imagens publicadas em redes sociais de madrugada mostraram água jorrando em plataformas e trens do metrô, e socorristas retiraram pessoas do sistema, disse Lieber em um comunicado anterior.

Ao menos uma pessoa morreu na inundação em Passaic, uma cidade de Nova Jersey, informou o prefeito Hector Lora à CNN.

A rede NBC de Nova York noticiou que mais uma pessoa morreu em Nova Jersey e sete na cidade de Nova York, incluindo um menino de dois anos. A mídia local relatou que pessoas ficaram presas nos sótãos porque a tempestade fez a água subir por toda a metrópole.

Os governadores dos Estados de Nova York e Nova Jersey declararam estado de emergência na noite de quarta-feira.

Todos os veículos não-emergenciais foram proibidos nas ruas da cidade de Nova York até as 5h desta quinta-feira devido ao clima, disseram autoridades municipais no Twitter.

(Por Kanishka Singh em Bengaluru, Maria Caspani e Peter Szekely em Nova York; reportagem adicional de Ann Maria Shibu e Akriti Sharma em Bengaluru e Sarah Morland em Gdansk)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).