LIMA (Reuters) – Cerca de 200 pessoas ocuparam as instalações de uma estação de oleoduto da estatal peruana Petroperú como parte de um protesto de indígenas amazônicos, anunciou a empresa nesta terça-feira, em meio a demandas por maior atenção econômica e social na região. 

A Petroperú afirmou em um comunicado que moradores do distrito de Manseriche, na região de Loreto, no norte do Peru, invadiram na segunda-feira a estação 5 do oleoduto da empresa e paralisaram o bombeamento.

Na estação os manifestantes “chegaram instalando, de maneira irresponsável, barracas e outros elementos sem ter em conta as condições de segurança”, disse a companhia. 

A Petroperú disse que retirou seus funcionários do local. Representantes dos indígenas da região amazônica, que realizam constantes bloqueios e ocupações de estações, não puderam ser localizados imediatamente para comentar.

O oleoduto transporta petróleo da floresta no norte do Peru, até a refinaria na costa do Pacífico. 

Em agosto do ano passado, três indígenas da região morreram e outras 17 pessoas –entre moradores e policiais– ficaram feridas após um confronto com as forças de segurança com a petroleira PetroTal.

(Reportagem de Marco Aquino)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).