Por Christian Lowe

PARIS (Reuters) – A França está disposta a discutir a autonomia do território caribenho francês de Guadalupe se for do interesse das pessoas que lá vivem, disse o ministro do governo Sebastien Lecornu.

Guadalupe e a vizinha ilha francesa de Martinica viram vários dias de protestos em relação às medidas para a Covid-19 que se transformaram em violência.

Lecornu, ministro dos territórios ultramarinos da França, disse em um vídeo no YouTube divulgado na noite de sexta-feira que certas autoridades eleitas em Guadalupe levantaram a questão da autonomia, sobre a mudança do status de região ultramarina.

“O governo está pronto para falar sobre isso. Não há debates ruins desde que sirvam para resolver os problemas reais do cotidiano das pessoas em Guadalupe”, afirmou ele.

Esta é uma de uma série de iniciativas que ele disse que o governo de Paris tomaria em Guadalupe, incluindo a melhoria da saúde, projetos de infraestrutura e um esquema para criação de empregos para os jovens.

O governo francês anunciou nesta semana que adiaria a exigência de que os funcionários do setor público em Guadalupe e Martinica recebessem a vacinação de Covid-19. Isso gerou protestos, espalhando queixas de longa data sobre os padrões de vida e o relacionamento com Paris.

Em Guadalupe, há uma desconfiança histórica sobre a forma como o governo francês lida com as crises de saúde depois que muitas pessoas foram expostas a pesticidas tóxicos usados ​​nas plantações de banana na década de 1970.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).