Por Jeff Mason e David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) – Cada residência dos Estados Unidos pode solicitar pelas internet quatro testes caseiros gratuitos de Covid-19 a partir de 19 de janeiro, com entrega prevista de 7 a 12 dias após o pedido, informou a Casa Branca nesta sexta-feira.

O lote de testes gratuitos visa aliviar a escassez de testes de Covid-19 em todo o país em meio ao aumento da demanda devido à rápida disseminação da variante Ômicron.

O governo dos EUA já contratou mais de 420 milhões de testes, disse a Casa Branca.

O presidente Joe Biden prometeu adquirir 1 bilhão de testes gratuitos para os norte-americanos, e mais podem ser encomendados no futuro. “Não estamos dizendo que vamos parar por aí”, disse uma autoridade graduada do governo a repórteres em uma teleconferência.

O governo também planeja lançar uma linha telefônica para pessoas que não têm acesso à internet para solicitar os testes.

Uma vez solicitados, os testes serão enviados para residências nos EUA pelo Serviço Postal dos EUA. Cada família está limitada a quatro.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Postais Americanos, Mark Dimondstein, disse que o sindicato concordou em permitir que o Serviço Postal use até 7.000 trabalhadores temporários para rotular e embalar os kits de teste em 43 instalações existentes. Muitos deles são trabalhadores de férias sendo recrutados para o projeto.

Combater a pandemia é uma das principais prioridades de Biden. Críticos afirmam que, embora o governo tenha focado sua atenção em vacinar os norte-americanos, não fez o suficiente para incentivar o uso de máscaras e estimular os testes, um déficit que a Casa Branca parece tentar resolver com as entregas de testes em casa e uma promessa de obter mais máscaras para a população.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).