(Repete reportagem para retirar do título palavra “esperar”)

CABUL (Reuters) – Um homem-bomba atacou uma mesquita de Kunduz, província do nordeste do Afeganistão, matando 46 pessoas e ferindo mais de 140, segundo a agência de notícias estatal Bakhtar.

Imagens de vídeo mostraram corpos cercados por destroços dentro da mesquita, que é frequentada por membros da comunidade xiita minoritária.

Nenhum grupo assumiu a autoria de imediato. A detonação veio na esteira de vários ataques nas últimas semanas, incluindo um em uma mesquita de Cabul, alguns dos quais foram reivindicados por militantes sunitas do Estado Islâmico.

Os ataques sublinham os desafios de segurança do Taliban, que tomou o país em agosto e desde então realiza operações contra células do Estado Islâmico em Cabul.

“Hoje de tarde, uma explosão ocorreu em uma mesquita de nossos compatriotas xiitas… em resultado da qual vários de nossos compatriotas foram martirizados e feridos”, disse o porta-voz do Taliban, Zabihullah Mujahid, no Twitter.

A agência de notícias Bakhtar, administrada pelo Ministério da Informação do país, disse que 46 pessoas morreram e 143 ficaram feridas na explosão.

(Pelas redações de Cabul e Islamabad)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).