Por Arshad Mohammed e Humeyra Pamuk

WASHINGTON/NAÇÕES UNIDAS (Reuters) – A janela ainda está aberta para se ressuscitar o acordo nuclear de 2015 com o Irã, mas não para sempre, disse uma autoridade de alto escalão dos Estados Unidos nesta quinta-feira, acrescentando que o Irã ainda não nomeou um negociador, marcou uma data para conversas ou disse se elas serão retomadas de onde foram interrompidas em junho.

Os EUA estão preparados para ser pacientes, disse a autoridade aos repórteres, mas em algum momento os avanços nucleares iranianos podem superar o acordo e os EUA e seus parceiros teriam que decidir se Teerã está disposta a ressuscitá-lo.

“Ainda estamos interessados. Ainda queremos voltar à mesa”, disse o funcionário graduado do Departamento de Estado em um briefing por telefone. “A janela de oportunidade está aberta. Não ficará aberta para sempre se o Irã seguir um rumo diferente.”

Na terça-feira, Teerã sinalizou que as negociações serão reiniciadas em algumas semanas, sem dar uma data específica.

Apesar da necessidade iraniana de fortalecer a economia negociando um fim das sanções norte-americanas, fontes internas acreditam que seu novo governo adotará uma postura mais dura se as conversas recomeçarem.

Segundo o acordo de 2015, o Irã limitou seu programa de enriquecimento de urânio, uma rota possível para armas nucleares, em troca da suspensão de sanções econômicas.

Mas o presidente norte-americano Donald Trump rompeu com o pacto em 2018 e reativou sanções rigorosas contra os setores petrolífero e financeiro do Irã, prejudicando sua economia e o induzindo a adotar medidas para violar seus limites nucleares.

(Reportagem adicional de John Irish em Paris)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).