BERLIM (Reuters) – As equipes de resgate provavelmente não encontrarão mais sobreviventes entre os escombros das vilas devastadas pelas enchentes no oeste da Alemanha, disse uma autoridade da Agência Federal para Emergências Técnicas (THW) nesta quarta-feira.

Pelo menos 170 pessoas morreram nas enchentes da semana passada, o pior desastre natural da Alemanha em mais de meio século, e milhares estão desaparecidas.

“Ainda estamos procurando pessoas desaparecidas enquanto limpamos estradas e bombeamos água para fora dos porões”, disse a vice-chefe da THW, Sabine Lackner, ao Redaktionsnetzwerk Deutschland.

Qualquer outra vítima que for encontrada agora provavelmente estará morta, disse ela.

Para alívio imediato, a expectativa é de que o governo federal alemão anuncie nesta quarta-feira planos para fornecer 200 milhões de euros em apoio emergencial, de acordo com um esboço de um documento visto pela Reuters.

Isso se somará a 200 milhões de euros que serão fornecidos pelos 16 Estados federais da Alemanha para reparar edifícios e a infraestrutura local danificada e para apoiar as pessoas em situação de crise.

O ministro da Economia, Peter Altmaier, disse à rádio Deutschlandfunk que a ajuda incluirá fundos para apoiar estabelecimentos como restaurantes ou salões de cabeleireiro a compensarem as perdas de receita.

(Por Maria Sheahan)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).