Por Daniel Trotta

(Reuters) – Os espectadores voltaram a se enfileirar nas ruas de Manhattan nesta quinta-feira para assistir o 95º Desfile do Dia de Ação de Graças da Macy’s, cuja edição do ano passado foi reduzida e fechada ao público por causa da pandemia de coronavírus.

Outras cidades dos Estados Unidos realizam desfiles, mas o evento de Nova York é parte das tradições do feriado e é televisionado em todo o país para cerca de 50 milhões de pessoas antes das refeições do Dia de Ação de Graças, de acordo com a Macy’s.

Os balões gigantes de hélio que retratam personagens de desenhos e brinquedos costumam ser a atração principal, e a parada deste ano teve estreantes como Grogu, mais conhecido como o Baby Yoda de “O Mandaloriano”, série derivada da franquia Star Wars, e Ada, a jovem cientista da série “Ada Twist, Scientist”, da Netflix.

O clássico Snoopy Astronauta reapareceu no desfile deste ano em sua nona versão do balão de Snoopy, segundo o site da Macy’s.

No total, havia 15 balões guiados por participantes, o maior deles com 22 metros de altura, disse a rede de lojas.

No chão, entre bandas de música e dançarinos, 28 carros alegóricos percorreram a rota de quatro quilômetros que vai de Central Park West à loja da Macy’s na Rua 34 mostrando favoritos da plateia, como os Muppets da Vila Sésamo, Miss América e a banda de rock Foreigner.

Embora seja um evento televisivo para a maior parte do país, na cidade de Nova York ele é uma das maiores aglomerações anuais, e entusiastas calculam uma presença de milhões de espectadores.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).