Por Promit Mukherjee e Estelle Shirbon

JOHANESBURGO (Reuters) – O perfil da variante Ômicron do coronavírus e o quadro epidemiológico na África do Sul sugerem que a cepa é capaz de contornar parte da proteção imunológica para causar infecção, disse o Instituto Nacional de Doenças Transmissíveis (NICD) do país.

No entanto, a proteção contra doenças graves e morte oferecida pelas vacinas deve ser menos afetada, disse o instituto em um relatório nesta quarta-feira.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).